Paulina Chiziane repisa o fim da carreira: “Escrever? Já chega”

Por Johnson Pedro 0

Há um ano, a escritora Paulina Chiziane, falando para imprensa nacional, revelou o fim da sua viagem de 25 anos na escrita pela falta e má compreensão das suas obras por parte do público, mas, para a surpresa de todos, a primeira romancista moçambicana lançou, nos finais do mês passado, Julho, a sua décima terceira obra literária intitulada “O Canto dos Escravos”.

O lançamento da referida obra veio agudizar dúvidas sobre se de facto a escritora desistiu ou não da escrita e numa recente entrevista ao jornal O País, questionada sobre o mesmo assunto, Paulina Chiziane mostrou ser uma das suas qualidades cumprir com o que diz, revelando que não mudou de ideia.

 Nesta senda, o esclarecimento foi que o último livro faz parte de um acervo de obras da sua autoria que somente lhes falta uma edição e data de lançamento.
“Não, não mudei de ideia. Uma coisa é publicar e outra é escrever. Quando há um ano revelei o fim da minha carreira como escritora, já tinha esse trabalho pronto. Aliás, tenho uma série de trabalhos escritos, apenas à espera de ocasião para publicar. Escrever? Já chega”-assim respondeu.

Com “O Canto dos Escravos” a escritora pretende  que os seus leitores, isto africanos, a revisitem sua cultura para consequentemente buscar a liberdade e valores perdidos durante o período da colonização perpetuada pelos povos europeus sobre os filhos de África.